Esse foi o título mais fácil que encontrei para uma matéria em toda a minha vida. Não que eu tenha escrito e o título tenha saído com naturalidade! Pelo contrário, ele veio antes… Sei que é meio estranho, mas foi assim!
A frase está na boca das integrantes pelo menos uma vez por dia. Tudo começou quando começamos a selecionar os trechos das entrevistas que entrarão no nosso vídeo. Um entrevistado disse uma frase muito boa, mas bem no meio dela, enfiou a poesia do grande filósofo Martinho da Vila: tá delícia, ta gostoso…
Tudo bem! Sou um pouco exagerada e confesso… Não foi bem assim que ele disse, mas pra gente ficou! Sempre que estávamos em momentos difíceis, prontas para estressar, alguém soltava a frase – que não demorou a se tornar nosso jargão – e todas começavam a rir.
Como a Palhaça Batatinha disse no post abaixo, o nosso trabalho de edição é árduo. Os entrevistados dão respostas exceleeentes (não no Espanhol da Mercedes, mas de verdade). E voltamos às aulas crentes que já começaríamos a editar o vídeo na ilha de edição na primeira semana de aula mesmo. IMPOSSÍVEL!
Além dos problemas técnicos do Mackenzie por ainda não ter deixado tudo no jeito pra já começarmos, precisávamos passar pro computador apenas o que entrasse pro vídeo e tínhamos muuuuuuito material de sobra. Escolhemos novos trechos, tivemos que eliminar muito coisa por falta de tempo (já disse que queremos um longa, 22 minutos é muito pouco!), a nossa orientadora disse que ainda está grande, eliminamos mais e sempre o pagodão do tá delícia, tá gostoso nos acompanhando.
Sabíamos que esse era um processo muito difícil, mas não esperávamos encontrar tantas barreiras! Cortar respostas tão boas é um parto – não que eu já tenha feito um…
Continuamos com o nosso trabalho nada fácil e o roteiro já foi fechado. Agora vamos passar para o computador o que escolhemos e o critério de seleção já é outro: a melhor imagem!
Ainda bem que esse trabalho realmente tá uma delícia, tá gostoso de fazer.
 
por Juliana Moraes (Palhaça Gugu)

Anúncios